Principais aniversários martiriais de 2004

 

   
 


30 anos
21.1.1974: Mártires camponeses do massacre de Alto Valle, Bolívia.
20.2.1974: Domingo Laín, sacer-dote mártir das lutas de libertação, Colômbia.
11.5.1974: Carlos Mugica, sacer-dote, mártir do povo das «favelas» na Argentina. Antes de morrer disse a uma enfermeira: “ago-ra, mais do que nunca, irei estar junto ao povo”. www.carlosmugica.com.ar
25.10.1974: Antonio Llidó Men-gua, sacerdote diocesano espanhol, preso e desaparecido pela dita-dura de Pinochet, Santiago do Chile. www.memoriaviva.com/Desaparecidos/D-L/antonio_llido_mengual.htm
10.8.1974: Tito de Alencar, frade dominicano, torturado até o suicídio, Brasil.
26.9.1974: Lázaro Condo y Cris-tóbal Pajuña, camponeses mártires do povo equatoriano, líderes cristãos de suas comunidades que lutavam por reforma agraria, assassi-nados em Riobamba, Equador.
30.9.1974: Carlos Prats, general chileno, e sua esposa, testemunhos da democracia no Chile. Refugiados na Argen-tina, foram assassinados por uma bomba colocada no veículo que usavam. Começava a operação Côndor, idealizada por Pinochet, coordenação entre os militares chilenos, argenti-nos, uruguaios, brasileiros, bolivia-nos e paraguaios.
1.11.1974: Florinda Soriano, «Dona Tingó», camponesa analfabe-ta, dirigente da Federação das Ligas Agrarias Cristãs, mártir do povo da República Dominicana.
23.11.1974: Amilcar Oviedo D., líder operário, Paraguai.

25 anos
2.1.1979: Francisco Jentel, defensor dos índios e camponeses, vítima da Segurança Nacional no Brasil.
20.1.1979: Octavio Ortiz, sacer-dote, animador de comunidades cristãs e grupos juvenis, e 4 estudantes e catequistas: assassinados pela polícia e o exército durante um encontro religioso, El Salvador
4.2.1979(): Benjamín Didincué, líder indígena mártir pela defesa da terra na Colômbia.
4.2.1979(): Massacre de Cromo-tex, Lima (Peru). 6 trabalhadores foram mortos e dezenas ficaram feridos.
6.4.1979: Hugo Echegaray, 39 anos, teólogo da libertação, sacer-dote peruano, totalmente dedicado aos pobres.
2.5.1979: Luis Alfonso Veláz-quez, um menino de 10 anos, mártir da ditadura somozista, Nicarágua.
31.5.1979: Teodoro Martínez, camponês mártir na Nicarágua.
9.6.1979: Juan Morán, sacer-dote mexicano, mártir em defesa dos indígenas mazahuas.
20.6.1979: Rafael Palacios, sa-cerdote, mártir das comunidades de base salvadorenhas.
1.8.1979: Massacre de Chota, Peru.
4.8.1979: Alirio Napoleón Mací-as, sacerdote mártir em El Salvador, metralhado sobre o altar, enquanto celebrava a eucaristia.
1.9.1979: Jesús Jiménez, camponês, ministro da palavra, mártir da Boa Nova aos pobres em El Salvador, assassinado.
20.9.1979: Apolinar Serrano, «Polín», José López «Chepe», Félix García Grande e Patricia Puertas, «Ticha», camponeses e dirigentes sindicais mártires em El Salvador.
27.9.1979: Guido León dos Santos, heroi da classe operária, morto pela repressão policial em Minas Gerais, Brasil.
30.10.1979: Santo Dias da Silva, líder sindical, 37 anos, metalúrgico, militante da pastoral operária, mártir dos trabalhadores brasileiros.
1.11.1979: Massacre de Todos os Santos, em La Paz, Bolívia.
18.12.1979: Massacre dos camponeses de Ondores, Peru.
18.12.1979: Massacre de camponeses em El Porvenir, Opico, El Salvador.
27.12.1979: Ângelo Pereira Xa-vier, cacique da nação Pankararé, no Brasil, morto na luta de seu povo pela terra. 20 anos
7.5.1984: Idalia López, catequis-ta de 18 anos, testemunho de fé e serviço a seu povo, El Salvador. Assassinada por membros da “defesa civil”.
21.6.1984: Sergio Ortiz, semina-rista, mártir da perseguição à Igreja na Guatemala.
14.8.1984: Mártires camponeses de Pucayacu, departamento de Aya-cucho, Peru.
15.8.1984: Luis Rosales, líder sindical, e companheiros, mártires da luta pela justiça entre os trabalhadores do plantio de banana na Costa Rica.
4.9.1984: Andrés Jarlán, sacer-dote missionário francês, morto com um tiro disparado por policiais enquanto lia a Bíblia no povoado de La Victoria, Santiago de Chile.
10.9.1984: Policarpo Chem, ministro da Palavra da Deus, catequista e fundador da cooperativa de San Cristóbal, Verapaz, Guatemala, sequestrado e torturado pelas forças do governo.
10.11.1984: Alvaro Ulcué Chocué, sacerdote indígena páez, assassinado em Santander, Colômbia.
26.11.1984: Mártires camponeses de Chapi e Lucmahuaycco, Peru.
16.12.1984: Eloy Ferreira da Silva, líder sindical, em São Francis-co, MG, Brasil

15 anos
13.2.1989: Alejandra Bravo, médica mexicana, quatro enfermeiras e cinco enfermos salvadorenhos, assassi-nados num hospital de campanha em Chalatenango, El Salvador.
28.2.1989: Teresita Ramírez, religiosa da Companhia de Maria, assassinada em Cristales, Colômbia.
28.2.1989: Miguel Angel Benítez, sacerdote, Colômbia.
18.3.1989: Neftalí Liceta, sacer-dote, e Amparo Escobedo, religiosa, e companheiros, testemunhos do Deus da Vida entre os pobres do Peru.
23.3.1989: María Gómez, ministra e catequista, mártir do serviço ao seu povo Simití, na Colômbia.
5.5.1989: María Cristina Gómez, militante da Igreja Batista, mártir da luta das mulheres salvadorenhas.
15.4.1989: Madeleine Lagadec, enfermeira francesa em El Salvador, torturada e assassinada juntamente com os salva-dorenhos María Cristina Hernández, enfermeira, Celia Díaz, educadora, o exilado de guerra Carlos Gómez e o médico argentino Gustavo Isla Casares.
21.4.1989: Juan Sisay, militante da vida, mártir da fé e da arte popular em Santiago de Atitlán, Guatemala.
8.5.1989: Nicolás van Kleef, sacerdote vicentino, panamenho de origem holandesa, assassinado por um militar na comunidade de Santa María, Chiriquí, Panamá.
1.6.1989: Sergio Restrepo, jesuíta, mártir da promoção huma-na e da libertação dos camponeses de Tierralta, Colômbia.
6.6.1989: Pedro Hernández e companheiros, líderes indígenas, mártires pela reivindicação da própria terra no México.
15.6.1989: Teodoro Santos Mejía, sacerdote, Peru.
13.7.1989: Natividad Quispe, anciã indígena de 90 anos, Peru.
9.8.1989: Daniel Espitia Madera, camponês lutador do povo colombiano, assassinado.
12.9.1989: Valdicio Barbosa dos Santos, sindicalista rural de Pedro Canário (ES), Brasil.
23.9.1989: Henry Bello Ovalle, militante, mártir da solidariedade com a juventude de seu bairro, em Bogotá, Colômbia.
2.10.1989: Jesús Emilio Jarami-llo, bispo de Arauca, Colômbia, mártir da paz e do serviço.
8.10.1989: Morre Penny Lernoux, Jornalista dos Estados Unidos, defensora dos pobres da América Latina.
25.10.1989: Jorge Párraga, pas-tor evangélico, e companheiros, mártir da causa dos pobres, Peru.
29.10.1989: Massacre dos Pescadores de El Amparo, Venezuela.
31.10.1989: Mártires da Federação Nacional do Sindicatos dos Trabalhadores Salvadorenhos, FENASTRAS, na cidade de São Salvador, El Salvador.
16.11.1989: Ignacio Ellacuría e companheiros: Segundo Montes, Igna-cio Martín Baró, Amando López, Juan Moreno e Joaquín López, jesuítas, profetas da libertação de seu povo; e duas empregadas domésticas, Julia Elba e Celina, torturados e mortos por um pelotão especializado do batalhão Atlacatl, em El Salvador.
23.12.1989: Gabriel Félix R. Maire, sacerdote francês, assassinado em Vitória, Brasil por desenvolver uma pastoral em favor dos pobres.

10 anos
2.1.1994: Daniel Arrollano, militante da vida, evocador constante da memória dos mártires de seu povo argentino.
10.3.1928: Elías del Socorro Nieves, agustiniano, e os irmãos Jesús e Dolores Sierra, leigos, assassinados na Revolução dos Cristeros proclamando a fé.
2.5.1994: Sebastián Larrosa, estudante camponês, mártir da solidariedade e da justiça entre os pobres do Paraguai.
30.5.1994: María Cervellona Correa, franciscana missionária de María, paraguaia, defensora dos indígenas mby'a e profeta da denúncia em sua terra.
28.8.1994: Foi assassinado em Porto Príncipe Jean-Marie Vincent, montfortiano, opositor da dita-dura de Duvalier, ativista do desenvolvimento comunitário de cooperativas e dos direitos humanos, perseguido com atentados pelos «tonton-macoutes».
19.12.1994: Alfonso Stessel, 65, sacerdote de origem belga, foi assassi-nado numa colônia marginal de Guatemala por uma «mara» em conexão com órgãos de segurança do Estado.

 

   
 


Inicio / Al portal da Agenda / Textos'2004